Buscar

A nova política em uma frase.

Atualizado: Abr 25

Nova política é um negócio feito por um deputado que há 28 anos se reelege por diferentes partidos sem nenhum projeto aprovado, coisa que ele mais tarde irá justificar com a inovadora explicação de que ninguém gosta de quem quer moralizar a velha política, e que leva para o mesmo caminho seus filhos, que se elegem em diferentes câmaras enquanto trabalham ao lado do pai como se estivessem lotados nos gabinetes de apoio à presidência da República e não fossem agentes públicos remunerados por cidadãos que os elegeram em suas cidades, estados ou como representantes no Senado, embora poucos possam dizer isso já que críticas, discordância de ideias, busca dos fatos (especialmente por parte da imprensa) na nova política é tratada com violência física e verbal, preconceito criminoso, palavras de baixo calão, desqualificação do oponente, produção de fake news para difamação de sua reputação, perseguição implacável e ameaças, inclusive de morte, inclusive de entes queridos, através das redes sociais já que, qualquer cidadão, ou bem está cegamente ao lado dos modernos e revolucionários novos políticos ou é um evidente comunista, um vendido, que quer que nossa bandeira seja vermelha, ama Lula e o PT e torce contra o Brasil, além de corrupto que quer destruir o país, incluídos aí ex-ministros - populares até entre outras vertentes ideológicas - que demonstram alguma competência, um surpreendente bom-senso e o exercício probo de sua função, que passam a ser vistos como adversários políticos, rivais imaginários em eleições longínquas e imprevisíveis, coisa que quem defende a nova política acha extremamente importante vencer já que continuidade por muitos e muitos anos no comando do país é muito importante na nova política, de preferência já deixando sucessores para as outras eleições subsequentes, sendo membros da família o mais desejável, claro, razão pela qual a nova política também deve cuidar para que deputados e senadores sejam convencidos a apoiar este movimento renovador que, assim como seu líder, é muito cool, quase hypster, ao oferecer troca-troca de cargos e favores, tais como garantir tranquilidade em suas vidas no futuro ao exonerar o diretor da Polícia Federal, mesmo às custas da evidente e previsível demissão do ministro mais querido especialmente entre os seus apoiadores, que já devem estar recebendo um relatório bastante confiável de como ele, no fundo, sempre foi corrupto, comunista e de voz fina, tudo para conseguir o mais importante que é defender os diletos filhos presidenciais dos processos e das investigações por rachadinhas, ligações com a milícia, corrupção ativa e passiva e, não apenas isso, mas também todos eles, presidente incluído, nas investigações agora exigidas para desbaratamento da quadrilha que gera as notícias falsas de ódio, as passeatas irresponsáveis, o pagamento (com dinheiro de quem?) para as manifestações, produção e publicidade de material convocatório, fake news disseminadas com a turbina de milhões de reais, confecção e distribuição de faixas, camisetas, bottons etc e, de quebra, já que diretor de PF que dá a letra sobre processo de filho também não se acanha em dar dica sobre amigos e inimigos políticos, garantir que na administração do primeiro governo da nova política do mundo possa atuar com o condão mágico em órgão tão sensível, coisa que os políticos modernos, que repudiam com toda a força a velha política, precisam demais, principalmente para quem, como uma cereja no bolo da nova política, pretende tão evidentemente caminhar para um auto-golpe de Estado com a intenção de fechar, dominar e garrotear as demais instituições, especialmente a partir da destruição de currículos de adversários que serão arrastados no âmago de investigações falsas e oportunistas geradas em conversas e encomendas secretas do presidente e de seus filhos com o novo e tutelado diretor da Polícia Federal, coisa, enfim, que se verá mais adiante e cujas definições gerais eu pretendi descrever em um fôlego só como forma também de aproveitar para testar a mim mesmo e a todos vocês que me leram, com o propósito de confirmar que ainda estejamos entre afortunados não vitimados por problemas respiratórios decorrentes dessa pandemia, que é coisa menos importante do que a iminente necessidade da troca de comando na PF, até porque, na nova política sabe-se muito bem, tal doença foi inventada na China, em movimento conspiratório com a OMS, que também envolveu médicos e enfermeiros de todo o mundo, bem como da imprensa e, principalmente atores que, arregimentados em todo o planeta, se fingem de doentes e mortos, com a dissimulada intenção de esquerdizar os cinco continentes e derrubar o único líder da nova ordem mundial capaz de provar que a nova política pode até ter uma vírgula ou outra no caminho, mas que, acima de tudo, só termina quando eles, os novos políticos que querem tanto o nosso bem, terminarem o serviço de modo a que a sua providencial revolução moralizadora, democrática e cristã, do extermínio de todos os que não a apóiam, tenha chegado definitivamente a um ponto final.


95 visualizações6 comentários

©2020 by Os Impostores