Buscar

A salvação da lavoura

Enquanto você está aí, preocupado com a pandemia, com o Bozo, com a economia, com o futuro, eu estou vivendo o que os americanos chamariam de “time of my life”.

Minha fazenda, quem diria, justo eu que sempre fui tão urbano, está indo de vento em popa.

Cada vez maior e mais bem equipada.

Antes do final de semana devo colher a primeira safra de trigo nos cinco campos que semeei com tanta dedicação.

Dá gosto de se ver.

Todo aquele amarelo-dourado balançando ao sabor do vento até onde a vista alcança, sob o céu tão azul que até dói no olho.

Fazenda Laranjal, chama.

Tenho ainda seis vacas e dois bois, de farra, só para produzir o meu próprio leite.

E dois cavalos, o Osvaldo e a Clarabela.

A vida no campo é outra coisa.

Nada a ver com esse inferno da cidade grande.

Ontem, por exemplo, passei o dia todo capinando e limpando o mato de uma clareira atrás da oficina de tratores.

Ficou lindo.

Gastei uma fortuna para deixar a fazenda assim.

Sorte que achei um hack para ter dinheiro infinito.

O programa chama Farming Simulator 19.

Tem para Mac, PC, Xbox e PS4.

Até para celular tem.

Uma beleza de realismo, vocês precisam ver.

Quando canso, partiu Los Angeles.

Lá posso desfrutar do conforto da minha casa cujo jardim faz Versalhes parecer o Parque da Água Branca.

Gosto de jantar com meus amigos só para saber as intrigas.

Se pá, vou para Malibu, na minha Ferrari.