Buscar

A tríplice aliança

Atualizado: Abr 5

Mansões, apartamentos, cortiços, barracos e caixas de papelão são nossas casamatas, nossos abrigos assépticos, nossas trincheiras antivírus.


No fim da 1ª Guerra Mundial, soldados aliados inexplicavelmente começaram a cair como moscas na Bélgica. Era o ‘agente mostarda’, gás letal que estreava como arma química. O tragicômico é que, quando o vento virava, quem morria eram os próprios alemães que o haviam lançado.


Assim, as máscaras respiratórias que usamos hoje para pegar a pizza na portaria ou irmos à padaria da esquina, se transformaram em gênero de primeira necessidade nos campos de batalha, independentemente de qual lado você estivesse defendendo.


E esse álcool gel aí que você está usando como se fosse sabonete líquido de toalete de granfino? Um treco parecido, igualmente gelatinoso e inflamável, também foi muito utilizado com o propósito de combater o mal em outra ocasião. Chamava-se Napalm e aniquilou milhares de vietnamitas.


Nosso comandante em chefe veio da caserna, mas parece ignorar que, em uma guerra, o perímetro no qual se desenvolvem as batalhas chama-se ‘teatro de operações’, o que, no caso do vírus, abrange nossas casas, barracos e papelões.


Talvez implique com o termo. ‘Teatro’, elucubra, é coisa de esquerdista, tanto que para vencer a tal ‘guerra cultural’ nomeou o SS goebellista Roberto Alvim. Seria o caso de reconvoca-lo?


Nesse front, há, porém, um herói de jaleco, que foi treinado no ofício de prestar primeiros-socorros e atendimento a traumas no campo de batalha: o (boa) praça Mandetta.


Tratado como soldado raso, é publicamente chamado às falas pelo Capitão, que só falta obrigá-lo a pagar flexão diante da tropa.


A despeito da confirmação da previsão de baixas, ao perigoso vírus juntaram-se dois improváveis aliados. A exploração religiosa/eleitoral do rebanho bolsonarista e a tosquicidade tóxica de seu Messias.


Contra essa tríplice aliança não há máscara ou geleca que dê jeito. E o ministério da Saúde adverte: nem jejuando.

128 visualizações4 comentários

©2020 by Os Impostores