Buscar

Cuspido e escarrado

Atualizado: Abr 30

Se existe um povo que cospe muito é o brasileiro.

Eu não sou muito viajado a ponto de saber se o vietnamita ou o neozelandês cospe mais. Mas, o brasileiro cospe.

E cospe de tudo quanto é jeito.

Desde aquela puxada que quase traz o pulmão junto.

Até aquela cuspidinha que faz um bico do lado da boca.

Mas o brasileiro exagera, porque às vezes vem acompanhado de uma ajeitada nas partes íntimas.

Ou então, o sujeito projeta o corpo pra frente num gesto olímpico.


Não seria o caso da prefeitura pensar num projeto de escarradeiras na cidade?

Sei lá, chama os Irmãos Campana e faz uma puta escarradeira com design arrojado.


Atentei-me a isso nessa época de Covid-19.

O especialista vai na TV e fala que o vírus fica no chão por sei lá quantos dias.

Meu Deus! Tamo ferrado.


A turma do esporte eu até entendo porque precisa eliminar as toxinas e tal.

Mas a turba ignara cuspindo e escarrando pelo chão vai nos transformar

num país submerso.

Uma Atlântida do cuspe.


Já ia me esquecendo daquela clássica que o sujeito tapa uma narina e a ostra é lançada como um míssil pela outra.

Mas aí não considero da categoria "cuspe".

Bom, isso é assunto para um próximo texto.

90 visualizações12 comentários

©2020 by Os Impostores