Buscar

Desmascarando o Alemão.

O Marcio Alemão resolveu expor algumas de nossas intimidades aos leitores. Não me incomodo.

Aliás, acrescento uma do próprio.

O impostor germânico (só no nome) também tem suas peculiaridades e eu as conheço bem, desde meados de 1982.

Na época, ele me confidenciava que fazia uso de letras e números e formas geométricas para criar poesias inusitadas.

Eu, ainda um jovem de 20 anos, tive que alertá-lo que aquilo já existia desde os anos 50 e que deram o nome de poesia concreta.

Acho que até hoje guarda um tipo de mágoa por isso.

Assim como, um certo ciúme pela minha relação amistosa com o Helinho Saboya.

Nós, os impostores com H, temos muita afinidade musical, literária, além de grande paixão por coisas da natureza, como: Árvores, plantas e animais. Ofídios, inclusive.

Fernando Cañadas me disse que não tem a pretensão de fazer stand up comedy. E me confirmou isso comendo ovinhos de amendoim, sua grande paixão.

Fabio e Neto não brigam, como alastrou o Alemão. Eles apenas disputam o protagonismo do grupo com seus textos pontiagudos, e discutem, infinitamente, assuntos desinteressantes no nosso grupo.

O Nelson Porto é uma pessoa fácil, leve e inspiradora. Desde que você coloque o Frank Sinatra no assunto.

Por exemplo: Nelson, você já comeu Tucupi? Antes que ele responda, você emenda: E o Frank Sinatra?

Vou ficando por aqui, mas, sempre que for necessário, voltarei para desdizer o falastrão tedesco.

68 visualizações5 comentários

©2020 by Os Impostores