Buscar

Dia dos namorados

Ponho a alma à venda mas não compro flores através de internet.

Em uma explosão de sentidos e de sentimentos, deixo-me inebriar pelo aroma que exalam, me arrepio com o aveludado de suas pétalas.

Quase como um botânico, tento estimar quando eclodirão em botão e quanto durará seu esplendor.

Nada virtual. Nada impessoal.

Ali, na CADEG, ao vivo e a cores. Enchendo a cara de cerveja e a pança de frituras.

Em síntese, flor não rima com computador.



67 visualizações2 comentários

©2020 by Os Impostores