Buscar

Ditadores são ridículos.

O Hitler por exemplo.

Tem coisa mais ridícula do que aquele nanico com um bigode que parece uma vassoura no nariz?

E com aquele cabelo lambido?

O Fidel ou o Chaves.

Por que governar um país com uma porra dum uniforme de soldado?

Um tinha uma barba nojenta que deveria ficar cheia de molho de tomate quando comia macarrão.

O outro tem nome de comediante mexicano.

Ridículo, vai?

O Kin Jon Un é outro.

Não vou nem perder tempo procurando para ver como se escreve o nome desse infeliz.

Com aquele penteado que dá para sentir o cheiro de suor.

Por quê?

Por que nunca existiu um ditador Ryan Gosling? Um bonitão, estiloso.

Por que são todos uns paspalhos?

Aí tem o Bolsonaro.

Esse nem ditador ainda é.

Só quer ser.

E já é ridículo, andando para lá e para cá com sua camisa do Palmeiras, que nem tem mundial.

Sandália de dedo.

Abrigo.

Um tosco, coitado.

Já, já acaba ditador.

A verdade é que a gente merecia mais, você e eu, pelo nosso dinheiro.

Merecíamos políticos ladrões mais elegantes, com mais bom gosto.

Merecíamos que o Maluf comprasse uma vila italiana.