Buscar

Drummond, o Exterminador

Depois de alguns meses fora, chegamos a São Paulo. Muito calor, secura e queimadas terríveis no Interior, o ar estava irrespirável (literalmente), decidimos voltar. Somos recebidos por igual calor e, pelo menos no meu apartamento, uma infestação de pernilongos. Eis que vou ler no quarto “Alguma Poesia” pela vigésima vez (trigésima? ando mais relendo que lendo), quando vejo um bonitão parado no teto. Miro bem, atiro o livro de capa dura e, quando ele volta às minhas mãos, vejo o sangue inocente que ele deixou em meio aos restos do pernilongo. Esse Drummond não erra uma. É um atirador de elite, um assassino frio e calculista. “Eles não sabem que a vida tem dessas exigências brutas”.


77 visualizações5 comentários

©2020 by Os Impostores