Buscar

Ele pensava diferente.

Ter saúde pode ser uma praga. Repetia isso toda vez que alguém lhe soltava o bordão: o importante é ter saúde. Saúde é pra quem tem grana. Saúde é pra quem tem paciência pra vida. Olha aquele monte de carne suja no chão; deve ter alguma saúde, o desgraçado. Vai ficar comendo o lixo do lixo e se cagando até que um anjo jogue ele debaixo de um caminhão. Pensava diferente. Não via a vida como uma graça. E com saúde é ainda pior se a puta da tua vida não for um puta de um vidão. Saúde pra viver uma vida miserável? Faz sentido? Saúde pra viver uma vida medíocre sendo medíocre e sabendo que se é medíocre? Que puta praga. Aquele mané vai dormir com medo e vai acordar com medo porque de repente ele pode perder o pouco que conseguiu se fudendo muito. Viver com medo e com saúde é um castigo. E dos mais refinados. E assim foi vivendo até perceber que seu castigo por pensar diferente seria viver um monte. Riu do clichê. Mostrou o dedo para o criador e, gozando de plena saúde, deixou o corpo cair do alto de um prédio. Simples assim.

83 visualizações5 comentários

©2020 by Os Impostores