Buscar

Está muito escuro

Seria necessário falar de algas e eclipses. Mas não dá. Neste instante, não. Alguns morrem sufocados; muitos vivem sufocados. Outro assunto parece ofensivo. Algum brasileiro de bem faça alguma coisa. Agora. Tire essa gente medonha de onde jamais poderia estar. Ou já estamos todos contaminados, passivos, mortos? “Penetra surdamente no reino das palavras.” Eu tento, mas não consigo. Um carrasco cheio de nomes, Jair Ernesto Mourão Aras Pazuello, amarrou minhas mãos (é entendido de torturas) e me atirou ao precipício. No reino onde estou, não há meu país, só uma gosma fétida e espessa a nos cobrir de vergonhas. A lama chegou ao nariz. Seria necessário falar de espumas também. Mas está muito escuro.

58 visualizações1 comentário