Buscar

“Eu não vou embora!”, cantavam uníssonos clientes e vírus nos bares do Leblon.

.

86 visualizações1 comentário
</