Buscar

Eu queria ser...

Atualizado: Out 9

Não posso reclamar de mim.

Até que gosto de mim, me suporto bem.

Foram 19 anos de psicanálise até chegar nessa quase perfeição de ser humano que sou hoje.

Hoje, eu me amo. Mas nem sempre foi assim.

No decorrer da minha vida, já quis ser muita gente.

Por exemplo, na infância quis ser o Ênio, da Vila Sésamo.

Na adolescência, quis ser vários: Michael Jackson cantando “Ben” no Jackson Five. Major Nelson, de “Jeannie é um gênio”.

Passei também pela fase de querer ser o David Cassidy de “Família Dó-Ré-Mi”.

Fui depurando minha personalidade e amadurecendo até querer ser Marcelo Mastroianni nos filmes com Sofia Loren.

Um pouco mais velho e já garoto roqueiro, queria ser Robert Plant, do Led Zeppelin, ou Ritchie Blackmore, do Deep Purple.

Tudo isso, misturado com o charme de Pedrinho Aguinaga fumando um Chanceler.

Na juventude, um ser híbrido: um Bob Marley sem precisar fumar tanta maconha, misturado com o jogador Sócrates, sem precisar beber tanta cachaça.

Mas, o tempo vai passando, e aí você percebe que, querer ser outra pessoa, é uma grande armadilha.

Vamos tocar a vida com o que temos e pronto, não é verdade?

Hoje, não quero ser ninguém.

Só quero ter saúde.

E você, já quis ser alguém?

110 visualizações13 comentários

©2020 by Os Impostores