Buscar

Gastronomia de Bunker.

Eu sei.

Você acha que eu não entendo nada de culinária.

Mas está enganado.

Eu sou especialista exatamente nesse tipo de cozinha do título.

A que aproveita o que você tem no armário e através de minha alquimia pessoal, com altas doses de cultura nas papilas gustativas, alcanço um mix invejável de sabor, consistência e rapidez.

Porque comida boa é que nem sexo: tem que resolver rápido porque a Netflix está cheia de séries boas.

Uma gastronomia que, carinhosamente batizei de bunker gourmet.

De todas as coisas que tenho pesquisado nessa quarentena, trago hoje para vocês minha receita de macadinhos.

Ou salgarão, você pode escolher.

Trata-se de salgadinhos de macarrão.

Coisa simples, singela, mas desprezada pela maioria dos entendidos em gastronomia.

Você pode escolher o macarrão que quer utilizar.

Pode ser qualquer um.

Pessoalmente, prefiro o parafuso. Mas já fiz com penne, com ravioli e até com spaguetti, num dia que acordei despojado.

A receita consiste em cozinhar o macarrão al dente.

Depois de escorrer, coloque numa toalha de papel para secar.

Esse é o momento que você admira sua obra em construção.

Cada unidade de macarrão é um diamante a ser lapidado.

Depois de seco, você leva para a frigideira com óleo, para dourar os macarrãos (calma. macarrões é o plural do cozido. Esse é frito).

Nesse momento você pode atirar um punhado de sal, ou ervas, ou o condimento que preferir.

Uma vez fritos, você decide o sabor de sua iguaria, passando numa tijela e misturando bem.

Pode ser parmesão daqueles de saquinho, bacon ou até wassabi num dia que você estiver mais criativo.

E se você gostou dessa dica, deixo mais uma.