Buscar

Jogos mentais.

Atualizado: 10 de Abr de 2020

Tenho visto muita gente reclamando de estar isolado.

Não pelas questões realmente importantes, como o potencial caos na economia.

Que nada.

Reclamam porque não estão acostumados a conviver com as famílias por muito tempo.

Sorte minha que moro só com o Hubble, um schnauzer surdo que dorme o dia todo.

Não preciso conviver com nenhum humano, o que é a realização de um antigo sonho. Nem sei mais se tenho voz, depois de quase 98 horas usando apenas os dedos para me comunicar.

Veja que ironia: hoje em dia, se você tem um telefone, não precisa mais falar.

Tem um app para tudo que você precisa.

Uso tanto os apps de entrega que os motoqueiros já me chamam de "Netão".

– Fala aí, Netão, tá fumando pra cacete, hein? - diz o Lucas, entregador, me entregando o sexto pacote de cigarros da semana.

Estou fumando muito mesmo.

E comendo.

Descobri o mac & cheese congelado de uma famosa marca.

Desde segunda-feira que como o treco no almoço e no jantar.

Deu fome, pego uma embalagem no freezer, levanto metade do filme plástico, entucho no microondas e 5 minutos depois como com prazer a iguaria.

Quem diria.

Há uns 150 mil anos, saímos das cavernas e construímos um Universo de aparatos para sobreviver.

Máquinas e equipamentos. Objetos e ferramentas.

Mais do que qualquer outro símio.

E depois de milênios de evolução, o homo sapiens volta para sua caverna e se dá conta de que para viver em paz precisa apenas de cigarros, Netflix, Wifi e comida congelada.

Homo sapiens fumantes, claro.

Os outros vivem até com menos.

Para não fumar, ver filmes, jogar online ou comer, tenho meditado.