Buscar

Luz Vermelha

Acendeu a luz vermelha

De um semáforo que só de desaforo parou o trânsito desajeitado das ruas


Acendeu a luz vermelha

E esvaziou a fria manhã de um bairro turístico de Amsterdã

Acendeu a luz vermelha

Sobre a porta de entrada do estúdio, num dia estapafúrdio, da emissora de TV


Acendeu a luz vermelha

E a lembrança de um bandido da minha infância que matou e morreu estupidamente


Acendeu a luz vermelha

Do corredor do hospital, chamando a enfermeira pela segunda vez, naquela terça, vindo do mesmo quarto


Acendeu a luz vermelha

De um planeta, perneta, que claudica sem seus habitantes perderem a pose


Acendeu a luz vermelha

Da Terra, que uns querem plena na sua redondeza, outros, plana, na sua esperteza


Acendeu a luz vermelha

No meio da nossa cabeça tão avessa à ideia de parar e se regenerar

50 visualizações6 comentários

©2020 by Os Impostores