Buscar

O clip

Vinte anos após ter sido escolhido o melhor videoclip de todos os tempos, ‘Praise You’, de Fatboy Slim, ainda não foi superado.


Creditado a uma fictícia ‘Torrance Public Film Productions’, na verdade foi anonimamente dirigido pelo cineasta Spike Jonze, em tomada única e com pegada de filme amador.


Spike atua clandestinamente como o histriônico líder do corpo de baile de um também inexistente ‘Torrance Community Dance Group’.


Um fakeclip? Ao contrário.


Não há qualquer elemento cenográfico compondo a locação, que se restringe à entrada de um cinema. Figurantes? O público que estava na fila da bilheteria e o segurança do estabelecimento. Ou seja, nada de agências de casting.


Dez minutos antes da sessão, Spike, Fatboy e sua trupe vestida de moletom desembarcam de uma van, abrem um case de instrumento musical como fazem os artistas de rua para receber donativos, formam um semi-círculo e, ao som de um aparelho 3-em-1, iniciam sua performance.


A indiferença dos presentes logo se transforma em admiração, quando surge um segurança e desliga a música. Instintivamente, Spike pula em seu colo, o público delira e tudo volta a rolar.


Até o clip viralizar e receber diversos prêmios, poucos sabiam que o hit era o sampler de um soul de 1975 (Take Yo Praise), de Camille Yarbrough, multi-artista e ativista negra.


Ao contrário daqueles desajeitados ‘bailarinos’ e do ‘coreógrafo’ Spike Jonze, Camille se formou na prestigiada Katherine Dunham Dance Company e atuou na Broadway.


Ela também escreveu letras para Nina Simone e está vivinha da Silva.


Serviço: para ouvir a versão de Camille e assistir o clipe de FatBoy é só bater o nome de ambos no YouTube.


87 visualizações2 comentários

©2020 by Os Impostores