Buscar

O segredo das estrelas


- Dalva, está vendo aquela estrela ali?

- Onde?

- Bem na ponta do meu dedo, ó.

- Qual, a que faísca?

- Não, mais pra esquerda. Do lado daquela meio alaranjada.

- Sei.

Ela se encosta nele para ver melhor, e a quentura compensa a noite fria.

- Então. Aquela coisica de nada é quinhentas vezes maior que o Sol.

- Sério?

- E aquela nuvem branca, que corta o céu quase de ponta a ponta?

- Eu estava mesmo estranhando: uma noite tão limpa, estrelada, de onde ela saiu?

- Não é nuvem, Dalva. É a Via Láctea. São bilhões e bilhões de estrelas, tantas e tão distantes, que juntas parecem uma nuvem.

- Nossa.

- Agora, o melhor: nosso Sistema Solar faz parte da Via Láctea.

- Como assim?

- A Terra, a Lua, o Sol, os planetas à nossa volta, tudo está contido na Via Láctea, aquela galáxia que parece estar no fim do mundo.

- Ah, vá.

- Pra você ver a grandeza. E já, já, naquele horizonte, vai nascer a lua, e a claridade dela vai apagar a maioria das estrelas que a gente vê.

- Bem que podia demorar mais um pouco.

Ele aproveita o escuro para enfiar o dedo no nariz e fazer uma limpeza básica.

- E aquela coisa cruzando o céu, piscando?

- Estou vendo. Uau. O que é aquilo?

- É só um avião, Dalva – seu riso quebra a quieteza da noite.

- Ah...

- Agora imagine que, no foguete mais rápido já inventado pelo homem, uma viagem (só de ida) até a estrela mais próxima do Sol levaria uns 200 anos.

- Sabe que essas coisas me deixam meio tonta?

- Doido é pensar que aquela ali pode ter explodido há dois mil anos, mas a luz que ela ainda emitia só está chegando aos nossos olhos agora. E aquele triângulo ali, quase se pondo? São as Plêiades. Outra galáxia longe pra burro.

- Você sabe muita coisa.

Os dois ficam em silêncio, deitados na areia. De vez em quando, um morcego e seu estranho barulho que lembra o do rato.

- Benhê.

- Oi?

- Eu também preciso te contar umas coisas.

- Diga.

- Já fiquei com o Luizão, com aquele seu amigo engenheiro não muito chegado num banho, e com o fortão da lanchonete que nem sei o nome. Aquele de bigode.

- Você não está me ouvindo, Dalva. “Plêiades” vem da mitologia grega. Eram 7 irmãs: Asterope, Merope, Electra, Maia, Taygeta, Celaeno e Alcyone, que, segundo os antigos – Alá! Eu vi, eu vi: uma estrela cadente!

149 visualizações8 comentários

©2020 by Os Impostores