Buscar

Para as 5 mulheres da minha vida.

Atualizado: Jan 5


Courage is grace under fire.


Churchill dizia que coragem não é a ausência do medo. É fazer o que é preciso fazer, mesmo com medo, mesmo sob fogo cerrado. Sem perder a humanidade. Grace under fire. É como penso em vocês, neste ano. Cada uma das minhas filhas. Vocês superaram o pior ano de nossas vidas (e vocês sabem o porquê) com grace under fire. Escapamos ilesos da Covid-19. Ao contrário de 200 mil famílias que perderam alguém querido. O Brasil, matou mais gente do que a soma de todas as vítimas de todas as guerras que entramos,\\|\ na história. Com uma gripezinha. Mas vocês mostraram força. Catu, minha caçula que sempre será um bebê, finalmente se formou no Ensino Médio. Agora está livre das preocupações insanas das provas sobre assuntos que não são do seu interesse. E agora, filha, finalmente posso admitir: Nunca mais na vida vai precisar entender o spin dos elétrons, ou usar logaritmos no dia a dia. Essas inutilidades que nos obrigam a perder tempo aprendendo, quando poderíamos nos dedicar, desde adolescente, às nossas reais paixões. O currículo do Ensino Médio é o pedágio que a gente paga para poder seguir a nossa estrada como quisermos. Você superou 2020 com elegância, singeleza e paz. E pode, enfim, seguir feliz para o resto de sua vida. Parabéns filha. Grace under fire. Oli, minha filha protegida, você voltou, para esquentar meu coração. Voltou para ficar embaixo das asas da mamãe. Protegida pela mamãe, olha que ironia. Você que é quem mais se preocupa com a covid. Você que, briguenta como sempre, brigou diariamente para todos nós usarmos a máscara e termos sempre álcool gel por perto. Forte você foi. Você que em 2020, virou a mais nova motorista da família, continue nos levando para um lugar mais feliz. Parabéns, filha. Grace under fire. Manu minha filha mais velha, a escritora e designer e roteirista e diretora. Sei o quanto foi difícil para você voltar. Opa se sei. Mas você soube compreender a importância desse momento. E, aos poucos, foi se redescobrindo. Do seu jeito, com seu talento, você continua produzindo coisas lindas e se superando. Parabéns, filha. Grace under fire. Sim, vocês duas voltaram. Mas o que era para ser um passo para trás, foi uma alegria para mim. Porque quando vocês foram embora, senti que era uma despedida. Que vocês acabariam por construiu uma vida longe da gente. Mas o destino deu essa segunda chance para mim. Para nós convivermos de novo. Mãe, pai, filhas e irmãs. Conviverem de novo por uma questão de sobrevivência. Grace under fire. Luli, minha melhor amiga. Quem diria, não? Como iríamos prever em janeiro, tudo isso que iria acontecer? Uma lição para sempre. Aprendemos, na prática, que todos os nossos planos, todos os nossos sonhos, ficam equilibrados só por um fio. E enquanto eu girava em círculos, preso no meu labirinto particular, você se superou. Trabalhou para transformar em ouro tudo que tocava. Deu o exemplo que todos nós precisávamos. E foi a coluna dorsal para nos unir como família. Parabéns, Luli. Grace under fucking fire Finalmente, Dona Nilza. Minha mãe que do alto de seus xxxxx anos, teve que enfrentar a solidão do isolamento. Teve que enfrentar tempos de guerra. Sozinha. E superar distância e angústia do meu pai que, com Alzheimer, teve a sorte de não precisar entender tudo que aconteceu. Dona Nilza se superou mais uma vez. Me ajudou. Me deu conselhos. E de novo, com suas atitudes, me lembrou da frase que trago tatuada no braço. A frase que, para mim, é o resumo dessa mulher tão forte. “É horrível, mas não se preocupe”. Tudo vai passar, não é mesmo mãe? Tudo dá certo no final. Parabéns, mãe. Grace under fire. Esse ano, as mulheres na minha vida mostraram porque sou um sujeito de sorte. Por isso, ao invés de uma mensagem no grupo da família, resolvi dividir com vocês, que recebem com tanto carinho as bobaginhas que eu escrevo. Porque dos meus 178.899 seguidores, cerca de 85% são mulheres. Mulheres que, provavelmente, tiveram o mesmo papel fundamental que as minhas 5, para manter suas famílias unidas e fortes. Grace under fire.

Esse ano vai ficar gravado na história de todos nós. Podem ter certeza. Vamos contar para nossos filhos e netos como foi que sobrevivemos à Grande Pandemia de 2020. Um grande beijo, para todxs vocês. 2021 começa amanhã. E vamos enfrentá-lo com o que temos de melhor.

P.S. Enquanto escrevia esse texto saiu o resultado da Mega da Virada. E, porque é 2020, o bolão dos Impostores foi um fiasco. Um beijo pro Cássio, Fabio, Fernando, Helinho, Hermes, Alemão, Marina e Nelson que foram, para mim, um sopro de proximidade na distância de 2020.

42 visualizações0 comentário