Buscar

Três vezes sortudo.

Ivan era o mais velho de três irmãos. Todos nascidos em Três Corações.

Em 3 de março de 2003, mudou-se para São Paulo e foi dividir um cômodo com três outros rapazes no terceiro andar de uma pensão no centro da cidade.

Seu primeiro emprego foi na 3M, como office boy.

Lá mesmo, galgou lentamente posições melhores na empresa. Foi eleito três vezes o melhor funcionário do setor.

Pegou gosto pelo esporte e, nas horas de folga, começou a correr, depois nadar e pedalar. Em pouco tempo, foi tricampeão de triathlon.

E foi no ambiente do esporte que conheceu sua futura esposa, com quem, na época de namoro, adorava dançar forró ao som do Trio Nordestino.

Com ela, teve trigêmeos.

A exitosa trajetória profissional o levou a um cargo de diretoria, e em três anos já era presidente da empresa.

Comprou um triplex num prédio de luxo que lhe custou 3 milhões de reais.

As atribuições do cargo lhe afastaram do esporte. Engordou 30 quilos e, por sorte, descobriu a tempo o entupimento de uma artéria, que lhe rendeu três pontes de safena.

Três dias depois da cirurgia, teve a notícia que seu pai havia falecido em Três Corações.

Das lembranças do velho mineiro, uma frase sempre o guiou.

“Na vida é preciso 3 coisas, meu filho: honestidade, trabalho e sorte”.

Recuperado, resolveu fazer uma viagem com a família. Escolheram Las Vegas.

Ivan sempre teve uma vida ilibada, muita dedicação ao trabalho, agora, resolveu testar sua sorte num dos cassinos.

Às 3 da tarde, desceu do quarto 3333 do luxuoso hotel com sua esposa. Caminharam 3 quadras e entraram no cassino.

Comprou 3 mil dólares em fichas.

Apostou tudo no preto número 4.

A esposa perguntou o porquê da escolha, e ele respondeu:

- Amor, o 4 sempre foi meu número de sorte.

Saiu do cassino com muito mais dinheiro do que entrou.

39 visualizações1 comentário

©2020 by Os Impostores