Buscar

Tudo que eu não entendo.

Atualizado: Jul 4

Não sei porque faço isso.

Deve ser um sintoma do TOC.

Não consigo sair de um filme no meio.

Em toda minha vida, o único filme que parei de assistir no meio foi Meu Pé Esquerdo.

Não foi pelo filme.

Foi porque o ar-condicionado do cinema quebrou.

Era verão e eu suava no joelho.

Não é força de expressão. Escorria suor pela batata da perna.

Desisti.

Mas, via de regra, estarei lá até aquele loguinho do sistema Dolby que vem depois dos créditos finais.

Às vezes procuro no Google uma explicação.

Às vezes deixo para lá.

Livros ficam na mesa de cabeceira até que eu consiga chegar na derradeira página.

Um processo que pode levar meses.

Às vezes porque não estou gostando.

Às vezes porque simplesmente não estou entendendo patavina, como foi o caso de um livro sobre inteligência artificial que resolvi ler.

Com as séries é a mesma coisa.

Se comecei, assisto até o season finale, custe o que custar.

Lost, não entendi porra nenhuma.

Perdi o interesse na terceira temporada, mas deixei lá, até o fim, de screen saver.

Atualmente tem Billions.

Parei de entender no terceiro episódio da primeira temporada.

Mas estou lá, firme.

Dark é outra.

Tem cenas que, por um segundo, arrancam da minha garganta uma expressão de descoberta.

Geralmente é "Nossa... são a mesma pessoa em duas épocas..."

A série tem personagens demais, plot twists o tempo todo, mensagens cifradas e uma carência por atenção maior do que um recém-nascido.

Mas estou lá.

Firme e forte.

Até o último episódio.

A não ser que desliguem o ar condicionado.




203 visualizações14 comentários

©2020 by Os Impostores