Buscar

Um coração que faz pum-pum.

Atualizado: Nov 16

Avisa – eu disse avisa, não Anvisa – o exército americano para dar meia-volta porque o rato que ruge já não ruge mais.

Agora é só rato.

Mourão, o revisor oficial da república, já tinha dado parte da letra.

Esse negócio de chamar país grande pra porrada na saída da escola é figura de retórica.

Brincadeirinha.

É bom pra descontrair.

O pessoal é muito sério, quando se trata de diplomacia internacional, tá doido.

O mundo ia ser um lugar muito melhor para se viver se o Macron de vez em quando chamasse o Putin de viadinho.

Ou de maricas.

Se a Angela Merkel mandasse o Aiatolá Khamenei ir gastar saliva com as negas dele – e enfatizasse o "negas".

Se o Biden já entrasse em campo perguntando pra Jacinda Ardern se ela não está cheia de roupa acumulada no tanque.

As pessoas normais não entendem que nem tudo o que se fala é aquilo que deve ser publicado pela imprensa urubuzuda, que tem mania de publicar o que presidentes falam.

Sem perguntar para o Mourão, antes, se foi verdade ou só figura de retórica.

Como eu ia mesmo dizendo, agora a explicação é oficial, do próprio autor, com aquele carinha que faz tradução ogrês-libra a tiracolo.

O presidente (sim, ele é presidente do seu país) diz que "fala com o coração".

E dá uma passeada mais ou menos aí por essa área sobre a qual eu tegiversei.

Só que a sério.

Ele sofre muita pressão.

O Congresso não aprova as coisas que ele quer, por exemplo.

Chato isso.

Já pensou se ele e o Ernesto quisessem mesmo medir o tamanho das pólvoras deles no banheiro dos americanos?

O Congresso, duvido que ia aprovar.

Por isso ele e o presidente da Anvisa – agora sim a Anvisa mesmo, aquela agência que não é aparelhada ideologicamente, mas é turrona e só deixa continuarem os testes depois que todo mundo faz coletiva pra explicar que um mandou documento, o outro não mandou, poxa, achei que tinha mandado, péra, minha secretária falou que caiu na caixa de spam dela, opa, foi mal aí, mas ó, da próxima vez passa em casa pra contar a fofoca de como o camarada morreu, nossa que horror, suicídio é? Coitado – participam de passeata pró AI-5.

Fecha logo esse Congresso, que magoa tanto o coração do presidente.

Mas, pronto: o pior já passou.

O presidente sabe que o pessoal do nosso exército ainda tem muito meio-fio e poste pra caiar de branco.

Não vai ficar perdendo tempo dando tiro em ianque.

Ernesto concorda.

Logo ele que vai morrer, igual a todo mundo.

Mas pelo menos não é maricas pra ter medo de Covid.

Enfim, é isso.

Ele já se explicou: foi um desabafo.

Ele fala com o coração.

Aquele que ele trata com um proctologista.

84 visualizações4 comentários

©2020 by Os Impostores