Buscar

Vamos derrubar o Monumento às Bandeiras?




Bem em frente ao Parque do Ibirapuera.

A obra do escultor Victor Brecheret está lá desde 1954 quando se comemorou o IV centenário da cidade.

Bandeirantes, negros, mamelucos e índios puxam uma canoa que era usada nas expedições fluviais, numa homenagem aos desbravadores.

Mas sabe como é, o povo adora um bom apelido.

Logo, logo, a estátua ficou conhecida como “deixa que eu empurro” ou “empurra-empurra”.

Os mais detalhistas afirmam que o barco não sai do lugar porque as figuras da frente não querem fazer força (as cordas estão frouxas) e só um coitado lá atrás é que empurra de verdade. Afinal, isso não deixa de representar a própria vida: um que faz o trabalho de todos.

A escultura tem 240 blocos de granito. Cada um pesa 50 toneladas com 50 metros de comprimento e 16 de altura.

Mas o pessoal politicamente correto quer dar uma lição aos Bandeirantes que, pelo visto, não respeitavam os direitos humanos. A lição seria derrubar o deixa que eu empurro.

Se um dia conseguissem mover todo esse peso, a escultura entraria direto na avenida Brasil, que é logo em frente, como uma arma de destruição em massa.

Deixem a escultura onde está. Melhor ninguém empurrar nem dar ideias. O Brasil já está uma merda e não precisa levar no lombo 240 blocos de granito, cada um pesando 50 toneladas.


138 visualizações5 comentários

©2020 by Os Impostores